Strasbourg

Cinco museus interessantes em Strasbourg

15 de outubro de 2014

Mais um texto sobre a minha viagem a Strasbourg. Dessa vez vou falar dos museus em que fui. A cidade tem uma história rica e movimentada e por isso pôde acumular um patrimônio artístico excepcional. Como fiquei mais dias na cidade, acabei tendo tempo de visitar vários deles e aqui conto um pouco do que vi.

Fachada do Palais Rohan
Fachada do Palais Rohan

1) Musée de l’Ouvre Notre-Dame – O legal desse museu já começa na construção que o abriga, aliás, construções: já que uma das casas é do século XIV e em estilo gótico – a da esquerda; e a outra do século XVI, renascentista – a da direita. Ali ficava a sede da corporação dos talhadores de pedra e operários que construíram a catedral. E detalhe: ela existe até hoje, só que em outra sede.

As duas construções "gêmeas" do museu
As duas construções “gêmeas” do museu

O museu abriga obras que faziam parte da Catedral – que foram retiradas durante as restaurações e substituídas por réplicas -, assim como elementos de outras igrejas da Alsácia e trabalhos de artistas consagrados da região.

Museus Strasbourg 13

São 42 salas e do que vi, o que achei mais interessante foi: as estátuas originais do Portail de Saint Laurent, o portal norte da catedral. As obras são enormes e o que achei interessante é que as esculturas de Strasbourg possuem uma expressividade diferente de outros lugares, são bem marcantes. Dêem uma olhada nos rostos dos personagens.

Museus Strasbourg 14

Museus Strasbourg 15

Museus Strasbourg 16

Essa expressividade a gente vê também nas “Vierges Sages” (Virgem Sábia) e “Vierges Folles” (Virgem Louca) que ficam na Salle du Jubé. Aliás, essa sala, que também abriga obras da catedral do século XIII, é impressionante e lembra uma capela. Ela tem esse nome porque abriga uma parte do antigo jubé da catedral (elemento que separa o coro do resto de uma igreja), que foi retirado em uma das restaurações.

Salle du Jubé
Salle du Jubé
Vierges Sages (à direita) e Vierges Folles (à esquerda)
Vierges Sages (à direita) e Vierges Folles (à esquerda)

Também gostei muito das salas que abrigam as obras de artistas locais do final da Idade Média e começo do Renascimento. Como as obras do escultor Nicolas Gerhaert de Leyde, holandês que trabalhou em Strasbourg no século XV e que se caracterizou por dar um toque de realismo a seus personagens.

Nicolas Gerhaert von Leyden, Buste d'homme accoudé (Busto de homem inclinado), meados do século XV
Nicolas Gerhaert von Leyden, Buste d’homme accoudé (Busto de homem inclinado), meados do século XV

Endereço: 3 Place du Château,
67000 Strasbourg
Telefone: 03 88 52 50 00
Horários: de terça a domingo, das 10h às 18 horas.

Museus Strasbourg 20

2) Palais Rohan – Esse palácio foi construído entre 1732 e 1742 pelo cardeal da cidade, Armand Gaston de Rohan-Soubise, filho ilegítimo de Louis XIV. Por causa da irregularidade do terreno, sua construção foi um verdadeiro desafio para Robert de Cotte, arquiteto do rei. Ele se inspirou nos palacetes parisienses (hôtels particuliers), pois uma das intenções era mostrar toda grandeza da arquitetura francesa.

Museus Strasbourg 37

Quando os reis e governantes vinham a Strasbourg, era no Palais Rohan que ficavam hospedados. Foi ali que Maria Antonieta passou sua primeira noite na França. Chegou a ser dado de presente para Napoleão I. Hoje, o local abriga três museus: o Musée Archéologique (Arqueológico), o Musée des Arts Décoratifs (Artes Decorativas) e o Musée de Beaux Arts (Belas Artes).

Musée des Arts Décoratifs
Musée des Arts Décoratifs

– Le Musée des Arts Décoratifs – Ele engloba os apartamentos do cardeal e os reais. Ali vemos toda a riqueza dos móveis e da decoração das residências de luxo do século XVIII. Destaque para a Salon des Évêques (Salão dos Bispos), onde painéis mostram as virtudes cívicas. Eles foram implantados ali durante a Revolução, quando o palácio virou a sede da prefeitura da cidade. Já os bustos dos imperadores romanos escaparam das mãos dos revolucionários.

Museus Strasbourg 28

Salon des Évêques
Salon des Êveques

Na Chambre du Roi (quarto do rei), onde Louis XV ficou em 1744 e mais tarde Maria Antonieta, o destaque é a decoração rocaille e uma tapeçaria feita a partir dos desenhos de Rubens. Ela retrata a vida do imperador Constantino. Na verdade, ela é parte de uma série de cinco tapeçarias, localizadas, sobretudo, na biblioteca, um dos cômodos seguintes da visita.

Chambre du Roi
Chambre du Roi
Biblioteca
Biblioteca

Museus Strasbourg 32

Outra parte interessante são as salas onde estão expostas as porcelanas da Manufacture de Strasbourg, da família Hannong. A manufatura, criada em 1721, na cidade, só operou durante 60 anos, sendo fechada por causa do monopólio de Sèvres. A sala onde estão expostos relógios antigos também é bem legal, além dos trabalhos de ourivesaria.

Museus Strasbourg 33

Museus Strasbourg 34

– Musée des Beaux-Arts – Esse museu traça um panorama da arte italiana, francesa e holandesa do Renascimento até o século XIX. Napoleão I havia constituído uma interessante coleção de arte, que foi dispersa durante a guerra de 1870. Alguns anos depois, Wilhelm Von Bode, diretor dos museus reais da Prússia, que controlava Strasbourg, constitui um novo acervo, mas, por causa da rivalidade entre os dois países, deixa a pintura francesa de lado. Ela só é incorporada mais tarde à coleção.

Museus Strasbourg 39

Do lado da arte italiana, o destaque vai para uma Crucificação de Giotto (1320). Tem também La Vierge et L’Enfant (Virgem e o Menino), de Botticelli (meados do século XV), e uma pintura de Rafael, Portrait de Jeune Femme (Retrato de uma mulher jovem). Há ainda obras de Vernonèse, Tintoret, Guerchin (Guercino), entre outros

Giotto, La Crucifixion (Crucificação), 1325
Giotto, La Crucifixion (Crucificação), 1320
Rafael, Portrait de Jeune Femme (Retrato de uma mulher jovem), 1515
Rafael, Portrait de Jeune Femme (Retrato de uma mulher jovem), 1515

Na parte de pintura francesa, encontramos o caravagista Simon Vouet, com Loth et ses Filles (Lot e suas filhas), de 1633. Há um retrato do todo-poderoso Cardeal Richelieu, feito por Philippe de Champaigne, além de obras dos mestres do século XIX, como Delacroix, Courbet e Corot, etc.

Simon Vouet, Loth et ses Filles (Loth e suas filhas), 1633
Simon Vouet, Loth et ses Filles (Loth e suas filhas), 1633

Museus Strasbourg 42

Da pintura flamenga, as obras datam dos séculos XV, XVI e XVII, como Les Fiancés, de Lucas van Leyden. Claro que não poderiam faltar Rubens (obras dele e de seu ateliê), Van Dick, Jordaens, entre outros.

Lucas van Leyden, Les Fiancés (Os Noivos), 1525
Lucas van Leyden, Les Fiancés (Os Noivos), 1525
Ateliê de Rubens, Saint François de Assis
Ateliê de Rubens, Saint François de Assis

Já de pintura espanhola há muito pouco: Mater Dolorosa, de El Greco (final do século XVI), além de dois Zubaran e um Goya.

El Greco, Mater Dolorosa, 1590
El Greco, Mater Dolorosa, 1590

– Musée Archéologique – É muito interessante. Reúne objetos de Strasbourg e região, vindos em grande parte de necrópoles, e que vão desde a Pré-História (600 mil a.C.) até o começo da Idade Média (século VIII d.C.).

Museus Strasbourg 26

Uma das curiosidades são as sepulturas da época da Proto-História (Idades do Bronze e Ferro). Os esqueletos são colocados na posição em que foram encontrados, tendo ao lado os objetos com os quais foram enterrados, como cerâmicas, jóias e armas.

Museus Strasbourg 22

Na parte que retrata a época Galo-Romana (período em que os romanos dominaram a então Gália), uma das coisas mais legais é a reconstituição de uma casa romana, com seus afrescos e até um pedaço de mosaico encontrado na catedral em 1970. Há também estelas de túmulos de legionários romanos (Strasbourg era um campo militar), esculturas, cerâmicas e objetos religiosos.

Museus Strasbourg 23

Museus Strasbourg 24

E para mostrar quem foram os Merovíngios, encontramos vários objetos reunidos vindos de necrópoles da região. Tem até um crânio cortado, prova do quanto as armas deles eram letais.

Olha o estrago
Olha o estrago

Endereço: 2, place du Château
67000 Strasbourg
Telefone: 03 88 52 50 08
Horários: De quarta a segunda, das 10h às 18h.

Fósseis de animais da Pré-história encontrados na região
Fósseis de animais da Pré-história encontrados na região

3) Musée Alsacien (Museu Alsaciano) – É o museu de arte e tradições locais. Foi criado há um século por personalidades da cidade que queriam preservar a cultura alsaciana ameaçada pela germanização – a Prússia dominava Strasbourg. Fica numa típica casa regional, com suas belas galerias de madeira esculpida.

Museus Strasbourg 1

No começo da visita, o destaque é para a residência alsaciana. Há reconstituições de fachadas das fazendas da região, explicações sobre o sistema de aquecimento das casas, com vários fogões de aquecimento em porcelana ou fonte, além de móveis coloridos dos séculos XVIII e XIX.

Exemplo de fachada de uma casa da Alsácia
Exemplo de fachada de uma casa da Alsácia

Nessa parte, o que mais gostei foi a reconstituição de uma cozinha tradicional, com equipamentos muito interessantes. Por exemplo, o grande exaustor agrupava a fumaça e se comunicava com o andar superior, onde era aproveitado para defumar a carne. Também encontramos a reconstituição de uma farmácia do século XVIII.

Cozinha de uma casa típica da região
Cozinha de uma casa típica da região

Vários aspectos da vida na região são retratados, como formas de bolo para eventos importantes. Por exemplo, forma de bebê para batizados. Outra tradição que achei bem curiosa: a figura do Conscrit (recruta). Ela é representada com roupa branca, chapéu florido e fitas coloridas e teve início no final do século XVIII, quando o serviço militar se tornou obrigatório. Era feito um sorteio para saber quem deveria ir para o exército, que durava sete anos. Aqueles que escapavam eram classificados como “bons para casar”.

Reprodução de uma farmácia do século XVIII
Reprodução de uma farmácia do século XVIII
O Conscrit
O Conscrit

Aliás, essa importância do casamento e religião, a gente vê na parte que mostra as roupas típicas. É muito diferente. O laço na cabeça, que era pequeno em 1810, vai crescendo mais e mais com o passar dos anos. No começo do século XX, mais ou menos em 1920, os laços quase nem passavam na porta. As fitas coloridas eram para moças católicas e solteiras. As pretas para protestantes e mulheres casadas.

Museus Strasbourg 6

Eu babei com a sala que mostra os brinquedos antigos do lugar. Tem várias casas de boneca, bonecas, comércios em miniatura, soldados, cavalinhos, jogos e até uma cozinha com 150 acessórios.

Museus Strasbourg 7

Queria todos: voltei a ser criança
Queria todos: voltei a ser criança

Nesse museu também há uma reconstituição: é de um stub – a sala comum de uma casa alsaciana do campo, o único cômodo com aquecimento. Nesse caso, é reproduzida uma residência católica. Tem o canto do quarto, a parte do pai (com a Bíblia) e o canto de Deus, com um crucifixo.

Museus Strasbourg 9

Museus Strasbourg 10

As três religiões são representadas – Catolicismo, Protestantismo e Judaísmo-, em pinturas, presépios católicos e até um oratório judeu. Também várias atividades estão representadas, como, por exemplo, a fabricação de queijo ou o cultivo e fabricação do vinho, entre outras.

Museus Strasbourg 11

Endereço: 23-25, quai Saint-Nicolas
67000 Strasbourg
Telefone: 03 88 52 50 01
Horários: De quarta a segunda, das 10h às 18h.

Fabricação do queijo Munster
Fabricação do queijo Munster

4) Musée Historique de la Ville de Strasbourg – Esse museu está situado em uma construção mais do século XVI, onde funcionava a Grande Boucherie, ou seja, o mercado de carnes. Ele conta a história da cidade desde a Idade Média até o século XX. É muito legal fazer a visita com o audioguia, pois não precisa clicar em nenhum número, é só andar pelo museu e automaticamente você ouve a explicação sobre aquela parte visitada.

Museus de Strasbourg 69

Em dois andares, aprendemos sobre as idas e vindas de Strasbourg entre as mãos dos franceses e alemães. É um percurso extremamente interativo e multimídia: em várias partes há filmes e áudios que podem ser vistos individualmente.

Museus de Strasbourg 55

Uma das partes mais importantes do museu é a maquete da cidade encomendada por Louis XV em 1727. Medindo 11m x 7m, é enorme para a época e mostra a topografia do lugar no século XVIII. Na mesma sala, um filme de cinco minutos conta como foi construída a obra.

Museus de Strasbourg 50

Uma parte que me comoveu foram as biografias dos moradores que lutaram na resistência contra os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Civis, como eu e você, que não tiveram medo de arriscar suas vidas para salvar os judeus. Alguns desses cidadãos foram pegos e mortos, outros sobreviveram. É difícil não chorar ao saber sobre suas vidas. Mas há também a biografia de um oficial alemão e de um funcionário de um marechal francês.

Museus de Strasbourg 56

Também são muito legais os objetos sobre Guttemberg e a imprensa – ele passou algum tempo em Strasbourg; e também os que contam a história de La Marsellaise, que foi composta e teve sua primeira execução na cidade por Rouget de Lisle.

Objetos usados em uma antiga gráfica da cidade
Objetos usados em uma antiga gráfica da cidade

Endereço: 2, rue du Vieux Marché aux Poissons
67000 Strasbourg
Telefone: 03 88 52 50 00
Horários: De terça a domingo, das 10h às 18h.

Museus de Strasbourg 57

5) Musée Tomi Ungerer – Centro International de l’Illustration – Para quem gosta de ilustração esse é o lugar. O artista, nascido em Strasbourg e hoje vivendo nos EUA, doou seu acervo à cidade, que lhe dedicou um museu em uma construção do século XIX. O lugar fica no bairro alemão e é uma graça. Ungerer é, assim, um dos poucos artistas ainda vivo a ter um museu.

Museus de Strasbourg 58

Cada andar é dedicado a uma faceta do ilustrador. No térreo está seu aspecto mais popular: as obras dedicadas às crianças. Ali também se encontram as ilustrações que ele fez após ter vivido os horrores da Guerra. As histórias protagonizadas pelo personagem Otto são um exemplo. Uma animação mostra as principais crianções do artistas.

Tomi Ungerer, Sans titre - Le Chat Botté (Sem Título - O Gato de Botas, 1970
Tomi Ungerer, Sans titre – Le Chat Botté (Sem Título – O Gato de Botas, 1970

Museus de Strasbourg 63

No primeiro andar, estão os cartazes publicitários, como os que ele fez para o New York Times, além daqueles dedicados a diversos tipos de espetáculos. No meio, há várias obras que satirizam o contexto social e político da época em que foram realizadas – mas que continuam mais atuais do que nunca.

Tomi Ungerer - Projeto para a campanha do The New York Times, 1965
Tomi Ungerer – Projeto para a campanha do The New York Times, 1965

No subsolo é a vez dos desenhos eróticos, muitos adaptações de contos infantis, recheados de humor. Gostei muito de visitar esse museu, foi um passeio diferente e ainda pouco conhecido pelos brasileiros.

Museus de Strasbourg 66

Endereço: 2, avenue de la Marseillaise
67000 Strasbourg
Telefone: 03 69 06 37 27
Horários: De quarta a segunda, das 10h às 18h

Museus de Strasbourg 67

Esses foram os museus que visitei. Faltou o Musée de l’Art Moderne e o Musée Zoologique, quero ver os dois da próxima vez. Você não precisa visitar todos – e nem nenhum deles se não quiser. Em todo o caso, se está de passagem por Strasbourg e gostaria de ver ao menos um, espero que esse post tenha lhe ajudado. Se quiser economizar nas visitas, aconselho a comprar o Strasbourg Pass. Com ele você tem um dos museus grátis e 50% no segundo, mas também não paga uma série de atrações, como passeio de barco, aluguel de bike por 30 minutos, etc, além de reduções em outras. O passe adulto custa 16,90 euros e o Junior, até 18 anos, apenas 8,45 euros. Saiba mais aqui

Palais Rohan - Musée des Arts Décoratifs - Chambre de Napoléon
Palais Rohan – Musée des Arts Décoratifs – Chambre de Napoléon

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (4)

  • Andréa de Azevedo Freitas Responder    

    18 de outubro de 2014 at 20:00

    Gostei muito da descrição do Museu de Arqueologia e da Casa Alsaciana. Esses estudos sobre o homem, seu modo de viver, ao longo dos tempos, são apaixonantes. Acompanho seus escritos há um tempinho e eles me guiaram na última visita a Paris. Ano que vem pretendo ir novamente, então não deixarei de ir a Strasbourg.

    • Renata Inforzato Responder    

      22 de outubro de 2014 at 4:59

      Oi Andréa. Espero que sua viagem tenha sido ótima. Recomendo demais Strasbourg, até escrevi mais um texto sobre a cidade, rsrs. Obrigadão pelo seu comentário, é muito bom ter esse feedback. Um beijão

  • Strasbourg – onde o chucrute encontra o croissant | Direto de Paris Responder    

    22 de outubro de 2014 at 4:41

    […] ← Cinco museus interessantes em Strasbourg […]

  • Hôtel de Soubise – o palacete que virou arquivo e museu | Direto de Paris Responder    

    30 de março de 2015 at 5:35

    […] Strasbourg e futuro cardeal de Rohan, que construiu um palácio na cidade (já publiquei sobre isso aqui). O religioso é considerado, também, filho ilegítimo de Louis XIV, já que a mulher de […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close