Rouen – A cidade onde morreu Joana D’Arc

Com certeza você já ouviu falar em Joana D’Arc. A heroína francesa, que foi queimada pela igreja católica e depois considerada santa, virou tema de literatura, lendas e até canções musicais. E é possível visitar os lugares por onde ela passou, em um roteiro ainda pouco conhecido pelos brasileiros, cheio de lugares bonitos, história e, como em toda a França, de gastronomia inesquecível. Nesta reportagem vamos falar de Rouen, a cidade onde Joana foi presa e executada pela inquisição.

rouen, normandia, frança

Uma das ruas principais da cidade

Rouen é a capital da Normandia e fica perto de Paris, a mais ou menos 130 quilômetros da capital francesa. Há ligações diretas, saindo da estação de Saint-Lazare, em Paris. Então, é um destino perfeito para um bate e volta. Mas, nenhum problema se você quiser ficar mais tempo, afinal, atrações não faltam na cidade. Além de Joana D’Arc, Rouen também é famosa por causa de outro personagem ilustre : Monet, que passou temporadas na cidade e instalou ali um atelier, de onde fez a famosa série de quadros sobre a catedral da cidade.

rouen, frança, normandia

Cenário de muitas invasões

Como tantas outras cidades europeias, Rouen é uma cidade com características medievais, mas que foi fundada na época do Império Romano. Ela data do primeiro século da nossa era e seu antigo nome era Rotomagus.

vieux marché normandie france roeun

Comércio na Place du Vieux Marché

No século IX, a cidade foi invadida pelos vikings, também conhecidos como Normanni (homens do Norte). Assim, a região foi chamada de Normandia e, em 911, cedida formalmente pelo rei francês Carlos III aos conquistadores, através do Tratado de Saint-Clair-sur-Epte. Nesse acordo, Rollo, líder dos vikings, ganharia as terras da região, mas deveria protegê-la de outras invasões bárbaras e também se converter ao Cristianismo. Rollo foi o primeiro duque da Normandia, e o ducado sobreviveria até 1204, quando a região volta a pertencer ao Reino da França.

rouen, normandia, frança, catedral, túmulo

Túmulo de Rollo na Catedral de Rouen

A cidade, que já era importante no século III, continuou a se desenvolver. Até que a Guerra dos Cem Anos, contra a Inglaterra, e a peste negra interromperam sua ascensão. Em 1419, o exército inglês invade Rouen e controla o lugar por várias décadas. Joana D’Arc, que lutava pelo lado francês, foi aprisionada, julgada e executada na cidade, ainda sob domínio dos ingleses, em 1431.

Sena, Seine, Rouen, França, Normandia

As margens do Sena, em Rouen

Com a vitória dos franceses, Rouen voltou a crescer e assim continuaria até o século XVII. Durante a Revolução Francesa, a cidade foi poupada da destruição de peças religiosas e da Coroa que os rebeldes empreenderam em outros lugares da França. No século XIX, a vida cultural foi intensa, com artistas como Gustave Flaubert, autor de Madame Bovary e que nasceu na cidade, além dos pintores impressionistas, como Monet, que retrataram a Rouen em seus quadros.

Rouen, vielas, Normandia, Normandie

Em Rouen, encontramos várias vielas charmosas, como esta aqui

Rouen voltaria a ser ocupada em 1940, desta vez pelos nazistas e durante quatro anos, época em que foi praticamente destruída e cerca de 2000 pessoas morreram. A cidade foi libertada em 1944 pelo canadenses e reconstruída nas décadas seguintes, sem perder sua característica histórica.

Rouen, Seine, Sena, Normandia

Há muita coisa mesmo para se ver em Rouen. Algumas atrações da cidade são:

Catedral de Notre-Dame de Rouen

Situada no coração do centro histórico, ela resume a evolução da arte gótica. Sua construção começou no século XII, sobre as fundações de uma basílica do século IV e de um conjunto românico do século XI. Foi retratada por Monet em uma série de quadros, que mostravam os efeitos da luminosidade em sua fachada em diferentes momentos do dia. Chegou a ser destruída em 1944, pelos bombardeios aliados.

Horários :
De 1 de abril a 31 de outubro : domingos e feriados, das 8h00 às 18h00. Durante a semana, das 9h00 às 19h00. Segundas-feiras somente das 14h00 às 18h00.
De 1 de novembro a 31 de março : domingos e feriados, das 8h00 às 18h00. Durante a semana, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00. Segundas-feiras somente das 14h00 às 18h00.
Entrada gratuita.

rouen, catedral, monet, gótica, arte

Bureau des Finances

Fica em frente à catedral e é onde funciona o centro de turismo (Office de Tourisme) da cidade. Lá, você pode comprar passeios, pegar o mapa da cidade gratuitamente, alugar o audioguia para fazer o percurso histórico (tem em inglês e espanhol, entre outros idiomas). Enfim, tudo para ajudar na sua visita a Rouen. O edifício em si já vale a visita, pois foi construído no começo do século XVI. No primeiro andar, ficava o atelier de Monet, de onde ele pintou a série sobre a catedral. O local hoje abriga exposições temporárias que podem ser visitadas.

Monet, arte, atelier, Rouen

Uma parte do Atelier de Monet

Horários :
De maio a setembro, de segunda a sábado, das 9h00 às 19h00. Domingos e feriados, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.
De outubro a abril, de segunda a sábado, das 9h30 às 12h30 e das 13h30 às 18h00. Aos domingos, aberto somente durante eventos na cidade.
Mais informações aqui

Office de Tourisme de Rouen, Normandia

Place du Vieux-Marché

É o local da cidade onde a memória de Joana D’Arc é mais presente. Foi nesta praça que a heroína foi queimada, em 30 de maio de 1431. A estátura de La Pucelle (como os franceses chamam a santa) foi doada à Rouen, em 1926, por Maxime Réal del Sarte. O lugar onde ela foi queimada hoje é marcado com uma placa. Ao lado, há uma igreja dedicada à Joana. Em torno da praça agrupam vários restaurantes, lojas de lembranças e um mercado coberto. Na Place du Vieux-Marché, podemos ver também os vestígios da igreja de Saint Sauveur, construída no século XI e demolida na época da Revolução Francesa.

place du vieux-marché, Rouen

Place do Vieux-Marché, com os vestígios da igreja de Saint Sauveur

Rouen, place du Vieux-Marché

Vista da praça, com a placa onde foi colocada a fogueira que matou Joana D’Arc

Igreja Saint Jeanne D’Arc (Santa Joana D’Arc)

Projetada pelo arquiteto Louis Arretche, esta igreja lembra um casco de navio. Foi construída em 1919, na praça du Vieux-Marché, onde foi instalada a fogueira que matou Joana. Apesar da arquitetura moderna, um fato curioso : o edíficio abriga os antigos vitrais do século XVI da Igreja de St Vincent, que foi destruída durante a Segunda Guerra Mundial.

Place du Vieux-Marché
Horários : todos os dias, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00

Igreja Joana D'Arc Rouen

Interior da igreja dedicada à Joana D’Arc, com os vitrais do século XVI

Le Donjon de Jeanne D’Arc (Torre de Joana D’Arc)

A torre principal é o único vestígio do castelo construído em 1204 pelo rei Filipe Augusto. Foi ali que Joana foi presa e que se desenrolou seu processo. No andar térreo, a heroína foi ameaçada de tortura na presença dos juízes. É possível entrar na torre e ver objetos relativos à vida na prisão e à fama de Joana D’Arc.

Rue Bouvreuil e Rue du Donjon
Horários : De 1 de abril a 31 de setembro, de segunda a sábado, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. Domingos, das 14h00 às 18h30.
De 1 de outubro a 31 de março, de segunda a sábado, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Domingos, das 14h00 às 17h30.
Fechado às terças-feiras.

Torre Joana D'Arc, em Rouen

Musée de Beaux-Arts (Museu de Belas Artes)

Para os amantes de artes, esse museu é imperdível, pois abriga telas de Caravaggio, Velázquez, Delacroix, Modigliani e, é claro, de Monet e dos impressionistas, que retrataram a região. Desenhos, esculturas e móveis também valem a visita.

Esplanade Marcel Duchamp
Horários : todos os dias, menos terças-feiras, das 10h00 às 18h00.

Musée Beaux-Arts de Rouen, Normandie

Gros-Horloge (Grande Relógio)

Um dos mais antigos relógios da Europa, que funcionou do século XIV até 1928. É possível entrar na construção e ver os antigos apartamentos do responsável pelo relógio, os mecanismos e a história do monumento.

Rue du Gros-Horloge
Horários : De 1 de abril a 31 de outubro, de terças a domingos, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00.
De 1 de novembro a 31 de março, de terças a domingos, das 14h00 às 18h00.

Gros Horloge de Rouen

Além destas atrações, vale muito a pena andar pelas ruas de Rouen, admirando as construções de arquitetura normanda medieval e também os edifícios do Renascimento. Comer na cidade é bem barato em relação a Paris, mas há restaurantes, bistrôs e cafés para todos os bolsos. Para levar para casa, há várias lojas de lembranças, e o destaque em matéria de guloseimas são os biscoitos e o chocolate.

Rues à Rouen, Normandie

Para chegar em Rouen, o modo mais fácil é de trem, a partir de Paris, da estação Saint-Lazare. Para saber os horários e os preços, acesse o site da SNCF
Não é necessário estar de carro para andar em Rouen. Mas se quiser conhecer a região, é recomendável alugar um na cidade. Para saber mais sobre Rouen e suas atrações turísticas, consulte o Office de Tourisme

monet, catedral de rouen

Claude Monet, La Cathédrale de Rouen. Le Portail et la tour d’Albane. Temps gris, (1894) – Musée De Beaux-Arts de Rouen

Procurando hotel? Reserve com o Booking. Os melhores preços, pode cancelar quando quiser e você ainda ajuda o Direto de Paris

Sobre Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, mas atualmente vivo em Paris. Estudo História da Arte e Arqueologia, e trabalho como jornalista e tradutora. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.
Esta entrada foi publicada em Arte & Museus, Outras cidades, Rouen e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

65 respostas a Rouen – A cidade onde morreu Joana D’Arc

  1. Gislaine disse:

    Adorei!!!! Quero conhecer!!!

  2. Marise disse:

    Quero conhecer!!! obrigado pelas informações

  3. Natalia disse:

    Adorei o passeio! Seu relato é tão rico e as fotos tão lindas que me sinto como se tivesse realmente conhecido a cidade. E com uma historia impressionante, vou tentar dar uma esticada à Normandia em junho!

  4. Belo post com direito a uma aula de história. Parabéns.

  5. Livia disse:

    Eu acho a cidade toda um charme e adorei a catedral e o musée des Beaux-Arts!Vale a pena conhecer, nem que for apenas uma bate e volta de 1 dia !!

  6. Boia Paulista disse:

    Oi, Re. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

  7. Adorei o post, Re! Fiquei com muita vontade de conhecer a cidade. :)
    Super beijo pra vc!

  8. Jackie disse:

    Rê, que delícia de passeio! Acabei de passar seu blog pra uma amiga que vai À França e quer ver outras cidades além de Paris. Adoro seus posts sobre estes passeios.
    bjs!

  9. Monica Toledo disse:

    Adorei Rouen. Belo passeio.

  10. Laura disse:

    Adorei! Estou na dúvida se amplio o passeio dos jardins de monet até a cidade. Você recomenda?

    • Oi Laura, Se vc gosta de história, recomendo sim! A cidade é bem interessante, tanto para quem gosta de Idade Média, quanto para quem gosta de impressionismo. Um abraço, e obrigada pela visita.

      • Laura disse:

        Renata estou apaixonada pelo teu blog! Escreva mais. Sou jornalista e apaixonada por arte e história, passarei só uma semana em Paris e estou sofrendo para escolher o que visitar. Você conhece o Museu do Dali? Acabei de descobrir a existência dele e confesso que fiquei tentada a ir!

        • Oi Laura. Que legal que você também é jornalista. Estou me mudando, por isso não escrevi mais, mas já vou corrigir essa falha. O Museu Dali é pequeno e a visita bem rápida. Vale muito a pena. Quando a gente é apaixonada por arte e história, fica difícil mesmo escolher o que ver em Paris, mas tenho certeza de que sua viagem será inesquecível. Beijos

  11. Nayara disse:

    Olá Renata,

    Seguimos o seu conselho e fizemos o passeio até Rouen. Vale mesmo muito a pena! Fizemos um passeio duplo: Giverny + Rouen! Deu super tempo de tudo! Obrigada pelas dicas!!
    Beijos

  12. Dirce disse:

    Para quem vem a Paris, nao pode deixar de visitar Rouen. A cidade êh linda, charmosas e com a mais bela basílica que já visitei.

  13. aparecida disse:

    adorei as informações, obrigada. Passarei por Rouen e quero muito visitar os lugares mostrados. Sobre Flaubert, tem algo mais?
    Abraços

    Cidinha

  14. Márcia Costa disse:

    Olá Renata,
    Acabamos de assistir um filme sobre Joana darc e pesquisando encontrei seu texto, adorei! Também gostamos muito de viajar e temos planos de voltar a França em breve, depois de suas informações ficamos mais interessados ainda em visitar Rouen.
    Abraços.

  15. Sirleny Tablas disse:

    Gostei demais. Estou lendo “Madame Bovary”, de Flaubert e esta cidade é, às vezes,
    mencionada. Daí minha pesquisa sobre a Normandia. A França já foi tão repleta de
    conflitos, de enorme miséria e atualmente é linda, atraente, cativante.

    Um detalhe: A padroeira da minha comunidade é Santa Teresinha de Lisieux, nascida
    em Rouen , nas últimas décadas do século XIX.

    Conselheiro Paulino, Nova Friburgo/RJ – Brasil

  16. Françoise disse:

    Eu conheci Rouen em 2010, um lugar espetacular que deixou saudades.

  17. Marilia Boos Gomes disse:

    Boa Tarde, Renata!

    Em 31 de maio próximo passado, visitei Rouen. Estive em todos os lugares citados, à exceção da rua linda que aparece na sétima foto. Você faria o obséquio de me dizer que rua é essa?
    Agradecida antecipadamente pela gentileza.
    Cordial abraço.
    Marilia.

    • Oi Marilia, é a rua Eau de Robec. Não sei se você visitou a abadia de Saint-Ouen de Rouen (vou escrever sobre ela, pois nessa viagem não tinha entrado ainda, mas agora já a visitei). Então, essa rua fica perto da abadia. Obrigada pelo comentário. Abraços

  18. Claudio Almeida disse:

    Renata, como vai? Passarei o Natal em Paris com minha familia este ano e Rouen faz parte dos meus planos para uma visita tipo “bate-e-volta”. Você acha que existe alguma chance de neve por lá esta época do ano? Obrigado e um abraço.

    • Oi Claudio. Bom, é inverno. Existe a chance de ter neve, mas garantias mesmo não dá para ter. Por exemplo, ano retrasado nevou em dezembro e nada em fevereiro. Já de 2012/2013 foi o contrário: até estava “quente” em dezembro. Mas, de qualquer maneira, dezembro é uma época muito boa pra visitar as cidades francesas (europeias em geral) por causa dos mercados de natal. Aqui tem dois textos sobre os de Paris. Então, vc terá uma ideia como é o de Rouen. Obrigada pela visita

  19. sandra disse:

    sem palavras, eu sou apaixonada, pelas coisa dos tempos de antanho, até parece que eu vivi por lá algum tempo atras, pois sinto saudades não sei bem do que, esqueço da vida quando encontro algo assim, adoro a Europa, principalmente tudo no que se refere a França, as riquezas de detalhes que colocaste, simplesmente fantástico, adorei, quando encontro um vídeo de Paris ou qualquer lugar da Europa eu viajo, crio asas e voo. obrigado.

  20. sensacional.
    valeu pelas fotos ,lugares historicos,a praça honde a grande guerreira e santa foi executada.sobre ela causa-me grande fascinio,pelo que ja estudei da vida desta
    heroina,e sobre ela ja ate pintei uma tela a oleo,que esta postada no facebook,na minha pagina em albuns,la ha varias fotos de telas por mim pintadas,quando voce quizer visitar
    esteja a vontade,no mais valeu pela belissima viagem que um dia,quando tiver um
    dinheiro sobrando com certeza irei visitar abraço,e tudo de bom na vida.

  21. maria tereza disse:

    Ola Renata vou a Rouen agora em 28 de agosto, vou ficar até 31 de agosto, gostaria de saber o que visitar, a distancia de Deep dizem que é bonita a cidade, e vou ficar no hotel mercure centro catredrale é bom este hotel, fica longe da estação de trem, tem que pegar taxi, obrigado, você tem boas dicas, um beijo, sou de Porto Alegre, Rio Grande do Sul,

    • Oi Maria Tereza. O que visitar em Rouen é praticamente o que coloquei no texto. Se tiver tempo, pode visitar também o museu Flaubert. O hotel me parece ser bom. Da estação até a catedral de taxi não sai caro. Quanto à distância de Diep não sei porque ainda não fui lá. mas você pode consultar aqui http://www.dieppetourisme.com/ . Obrigada pela visita

  22. Ricardo Costa disse:

    Vou ter o previlégio de ficar 8 semanas neste lugar maravilhoso…vou aproveitar para prender da cultura fascinante e a lingua francesa…aceito alguma indicação de brasileiros no local…obd

  23. Sidnei Fernandes disse:

    Estive lá em 2013… E pude comprovar mais uma vez… O Homem apaga a sua história. E é comum isso; quando não é guerra, são as decisões políticas que destroem o “velho” pra inaugurar o novo.

    • Oi Sidnei. A Normandia foi muito afetada pelas diversas guerras pelas quais a França passou. Mas conseguiram se reerguer e revalorizar a região. Ainda tenho muita coisa pra escrever sobre ela, aguarde. Obrigada pelo comentário

  24. Luciana disse:

    Oi Renata,
    A noite tem algo pra fazer em Rouen ou só durante o dia mesmo?
    Eu estou planejando em ir Rouen e passar a noite por lá, para no outro dia seguir pra Caen.
    Obrigada e adorei as dicas!

  25. Paulla Villa Maior disse:

    Parabéns pelo blog. É maravilhoso e nos ajuda muito. Por gentileza, vc poderia me orientar acerca da melhor estrada para ir de Paris a Rouen. O google aponta a A13 = 135km e a D6014 = 125km. Qual delas é melhor?
    E, ainda, saindo de Paris as 8 horas da manhã, chegamos lá as 10 horas a tempo de pegar o trenzinho de turismo? Obrigada.

  26. Airton disse:

    Renata, Parabéns pelo post. Incluí a cidade na visita que farei em junho. Se vc permitir, gostaria que avaliasse um roteiro que estou planejando por algumas cidades e pelo vale de Loire.
    Devo ir a Caen também, mas ainda não escolhi os lugares a conhecer. Vou pesquisar mais alguns sites para ter certeza. Só sei que Amboise, Mont Saint-Michel, Giverny e Rouen fazem parte do passeio.
    Uma pergunta: alugar carro é uma boa pedida (considerando pedágios e estacionamentos), ou é melhor contratar um tour?

    • Oi Airton, bom, quanto a viajar de carro ou contratando um tour, acho que depende do seu estilo de viajar. Tem pessoas que preferem a liberdade de escolher o roteiro, parar onde quiser.. Já outras preferem a comodidade de contratar um tour e não ter dor de cabeça com os detalhes, ou economizar.. Se quiser dar uma olhada nos tours, eu tenho parceria e recomendo essas duas empresas http://diretodeparis.com/comprar-passeios-franca/
      Agora quanto ao roteiro, depende de quantos dias você pretende ficar, porque alguns lugares são longe entre si, como, por exemplo, Amboise e o Mont Saint-Michel. Um site bom para calcular o percurso, qual a melhor rota, etc, é esse aqui http://www.viamichelin.fr
      Obrigadão pela visita. PS: vou escrever sobre Amboise em breve. Abração

  27. Gisleangela disse:

    Renata, parabéns pelo post. Minha irmã que me recomendou conhecer Rouen na minha próxima viagem a Paris. Pesquisando, encontrei sua página. Informações muito valiosas!

  28. Olá, Renata nosso filho Pedro de 22 anos, estudou em Marselha pela UFRJ, por um ano e estagiou engenharia mecânica na La Farge, em Le Havre, voltando ao Brasil em dez/2013. Tivemos a oportunidade de visitá-lo e conhecemos algumas cidades, uma delas foi a linda Rouen.
    Estamos matando um pouco da saudade da França, e o seu site é muito esclarecedor. Conheça o site da nossa filha Mariana, que é portadora de uma Síndrome rara.
    Beijos Silvio e Simone.

    Niterói – Rio de Janeiro.

  29. Mercedes disse:

    Legal as dicas. Não sabia que Rouen era tão rica. Me planejei para ir em função da Flaubert…
    Fiquei com umas dúvidas sobre a estação que o trem chega em Rouen, saindo de Paris. Após, queremos ir a Dinan. Qual a melhor opção?
    Grata
    Mercedes

  30. Viviane Peduti disse:

    Ola, Super obrigada pelas dicas tão detalhadas e pelo cuidado que você tem!! è uma delicia ler um blog assim!!
    Iremos amanha para lá num grupo de amigos, num bate e volta, e segurei todo seu roteiro!
    Grande beijo

    Viviane

  31. Flávia disse:

    Renata, acabei de montar meu roteiro com base nas suas dicas. Parabéns!!! Estarei indo agora em agosto e como só teremos uma noite na cidade, iremos aproveitar para tirar muitas fotos do lado de fora, pois acredito que todas as atrações estarão fechadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>