Argenteuil

Pelo caminho – A outra casa de Monet… em Argenteuil

29 de setembro de 2014

Quase todo mundo conhece a Maison de Monet em Giverny. Mas antes de se mudar para lá, em 1883, o pintor viveu em várias cidades na França e até em Londres. E uma dessas casas que está conservada é a de Argenteuil, que fica a pouco mais de 12km de Paris e onde ele morou de 1874 a 1878.

Maison de Monet Argenteuil

Na verdade, Monet viveu em duas casas na cidade. Em 1871, com o final da guerra da França contra a Prússia, ele retorna de seu exílio em Londres. Aconselhado por Manet, decide alugar uma casa em Argenteuil, que já era conhecida por ser um lugar de descanso e de esportes náuticos.

Maison de Monet Argenteuil

A proprietária da primeira casa que ele aluga era Madame Aubry, viúva do antigo prefeito e amiga da família de Manet. Essa propriedade não existe mais. Monet viveu nela durante quatro anos, dos quais conheceu uma relativa estabilidade financeira – não muito – graças principalmente a Paul Durand-Ruel, um marchand de arte que ele conheceu em Londres e que se tornou um dos principais compradores de suas obras e de outros pintores impressionistas.

Maison de Monet Argenteuil

Porém, no começo de 1874, uma crise financeira se alastrou pela Europa e Durand-Ruel teve que interromper as compras. De todos os pintores dos quais ele adquiria as obras, Monet foi um dos que mais sentiu o golpe. Ele não havia guardado dinheiro. No decorrer dos meses, já havia várias contas não pagas e o artista teve que pedir ajuda aos amigos, sendo Manet um dos que mais o socorria.

Maison de Monet Argenteuil

Aí vem a parte não tão bem esclarecida da história: há uma carta na qual Monet revela a intenção de se mudar. Outras fontes dizem que ele foi despejado pela proprietária. O fato é que ele se muda para uma casa recém-construída por um senhor chamado Adonis Flament, situada perto da primeira.

Maison de Monet Argenteuil

Na nova residência, cor-de-rosa clarinho e de janelas verdes, Monet mantém um jardim e um pequeno ateliê externo – bem que conserva o seu ateliê parisiense. Na casa de Argenteuil, ele pinta as flores plantadas por ele, retratos da esposa, Camille, assim como dos amigos. E Monet recebia muitos, quase todos pintores, como Manet, Sisley, Pissarro e Renoir, entre outros. E dessas reuniões nasceu o período mais fértil para o Impressionismo: a época de Argenteuil. Mas isso vai ser tema de outro post.

Maison de Monet Argenteuil

Tem até um fato engraçado que dizem que ocorreu nessa casa: no verão de 1874, Monet recebe a visita – como de costume – de Manet e Renoir. Este último mal havia chegado e, ao ver o primeiro pintando Camille Monet e Jean no jardim, coloca o seu cavalete ao lado e começa a pintar a mesma cena. Como era de se esperar, isso irrita profundamente Manet, que se vira para o anfitrião e diz: “Você, que é bastante amigo do Renoir, deveria aconselhá-lo a mudar de profissão. Bem se vê que a pintura não é o forte dele”.

Maison de Monet Argenteuil
« Édouard Manet –The Monet Family in Their Garden at Argenteuil » -Metropolitan Museum of Art, Nova York. Foto de domínio público. Tirada da wikipedia
Maison de Monet Argenteuil
« Pierre-Auguste Renoir – Madame Monet and her Son » — National Gallery of Art, Washington. Foto de domínio público. Tirada da wikipedia

Já imaginaram presenciar essa conversa? Porém, apesar do clima alegre, as dívidas continuam e, em 1878, Monet é obrigado a se mudar. Ele volta para Paris, onde nasce seu segundo filho, Michel.

Maison de Monet Argenteuil

Quanto a essa segunda maison de Argenteuil, pouco se sabe sobre ela após os anos do pintor. O jardim foi reduzido e as sacadas retiradas. Até que em 2003 é comprada pela prefeitura de Argenteuil, que procura devolver seu aspecto exterior dos tempos de Monet: o jardim é restaurado, assim como as sacadas. E a maison de Monet volta a ter as cores de origem.

Maison de Monet Argenteuil

Porém, hoje, o interior é usado pela administração municipal e não se pode visitar. Já os jardins são visitados durante as Journées du Patrimoine, embora administração esteja estudando deixá-los abertos à visitação durante mais tempo. Mas, mesmo que for para passar em frente e dar uma espiada no jardim, ainda assim recomendo o passeio. Estive lá duas vezes – por isso tem até algumas fotos diferentes, que acabei tirando com o celular.

Maison de Monet Argenteuil

Maison de Monet
21 Boulevard Karl-Marx
95100 Argenteuil
Visitas: durante as Journées du Patrimoine em setembro.

Como ir: De Paris, a partir da estação Saint-Lazare, pegar a linha J, em direção de Mantes la Jolie ou Ermont Eaubonne ou Boissy l’Aillerie ou Gisors e descer na estação de Argenteuil. O trajeto dura cerca de 15 minutos. Descendo na estação de Argenteuil, a casa fica a poucos minutos a pé. Mais informações consulte o site Transilien

Maison de Monet Argenteuil

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (9)

  • Boia Paulista Responder    

    6 de outubro de 2014 at 11:34

    Oi, Renata. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Boia – Natalie

  • Rosangela Mira Responder    

    9 de outubro de 2014 at 18:21

    Olá Renata

    A casa é linda!!!
    AMIGA DA MODA by Kinha

  • Marilda Teixeira Responder    

    5 de novembro de 2014 at 0:33

    Puxa!! Tão perto de Paris… E a casa é uma graça! Não sabia que Argenteuil tinha conservado e restaurado a casa de Monet, senão teria dado um jeitinho de ir lá.
    Fiquei imaginando a briguinha entre Manet e Renoir… rsrsrs. os dois são ótimos, mas vc sabe por quem eu torço, não é?
    Parabéns pelo texto! bjnhos

    • Renata Inforzato Responder    

      5 de novembro de 2014 at 20:43

      Oi Marilda! A casa a gente pode passar em frente, mas visitar os jardins só nas Journnées du Patrimoine, em setembro. Eles estão pensando em abrir os jardins mais tempo durante o ano, mas é só um projeto ainda. Eu lembrei de vc quando li essa história entre Manet e Renoir. Um beijão

  • Gislaine Responder    

    13 de fevereiro de 2015 at 23:18

    Puxa vida, 12 km de Paris e eu perco mais essa….
    Fiquei imaginando a Marilda no meio da briga do Manet e Renoir….quem será que ela iria proteger né?? Mas eu gosto do estilo dos dois!!!
    Parabéns pelo texto Renata e obrigada pelas informaçãos tão preciosas…

    • Renata Inforzato Responder    

      15 de fevereiro de 2015 at 22:44

      Oi Gi, eu tb gosto do estilo dos dois. Mas a Marilda tem o preferido dela, né? rsrs. Obrigadão pelo comentário e pelo apoio, viu?? Um beijão

  • Direto de Paris - Jornalismo em Paris Responder    

    24 de março de 2017 at 0:47

    […] o Clos Normand. O artista já era apaixonado por jardinagem desde os tempos em que morava em Argenteuil. Ele vai adquirindo cada vez mais conhecimento do assunto, que aproveita para compor seu jardim. […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close