Festas & Eventos

Um fim de semana visitando os monumentos franceses

2 de setembro de 2017

Todos os anos, em um final de semana do mês de setembro, acontecem as Journées Européennes du Patrimoine na França. É uma maneira de valorizar o patrimônio do país com diversos eventos e visitas, quase todos grátis.

monumentos
Palais du Luxembourg

Durante as Journées (Jornadas), muitos monumentos, vários deles fechados ao público, abrem para visitas especiais. Outra coisa legal é que, quase sempre, os próprios trabalhadores guiam os visitantes, mostrando seus trabalhos. Foi o aconteceu quando visitei o Palais Royal, onde funciona o Ministério da Cultura, o Conselho de Estado e o Conselho Constitucional. Nesse dia, os empregados das três instituições, inclusive altos funcionários, acolhiam o público e explicavam a função de cada uma delas e dos seus muitos trabalhadores. Mas, caso não queira ouvir, você pode simplesmente fazer a visita.

monumentos
Château de la Reine Blanche

Outros lugares, que são abertos ao público, oferecem programações especiais nesses dois dias. É o caso dos museus, como, por exemplo, o Louvre, o D’Orsay e vários outros. Oportunidade de conhecer o pessoal do museu e seus bastidores. E quase todas as visitas são gratuitas.

monumentos
Palais Brongniart

Se você estiver em Paris ou em alguma região francesa nos dias 16 e 17 de setembro de 2017, não pode deixar de participar. Somente fiquei atento (a) aos horários e se for visitar os lugares mais badalados, como, por exemplo, o Hôtel de Ville de Paris, tente chegar cedo. A fila pode ser grande.

monumentos
Arquivos nacionais – Hôtel de Soubise

Aqui vai uma lista com alguns dos lugares mais legais para se visitar

1) Palais de l’Élysée – É a sede da Presidência da República. A fila para visitá-lo costuma ser grande, mas vale a pena enfrentá-la. O Palácio é lindo e é super interessante conhecer os bastidores do poder. Endereço: Avenue Gabriel (Grille du Coq), 75008 Paris. Horários: dias 16 e 17 de setembro, das 8h às 18h. Metrô: Concorde, linhas 1, 8 e 12 ou Champs-Élysées – Clemenceau, linhas 1 e 13.

monumentos

2) Hôtel de Ville de Paris – Fiz essa visita nas Journées do ano passado. Foi muito legal ver como funciona a prefeitura da cidade mais linda do mundo. Além das salas serem de cair o queixo, a gente vê e conhece desde a pessoa que cuida da decoração floral até o responsável pelo relógio do lugar. Além disso, durante os dois dias do evento, vários concertos animam as salas da prefeitura parisiense. Há visitas guiadas durante o resto do ano, mas a mais completa é durante as jornadas. Endereço: 3 rue Lobau, 75004 Paris. Horários: 16 e 17 de setembro, das 10h às 18h. Metrô: Hôtel de Ville, linhas 1 e 11.

monumentos

3) Palais Royal – É a sede do Ministère de la Culture, Conseil d’État e Conseil constitutionnel (Ministério da Cultura, Conselho de Estado e do Conselho Constitucional francês). A gente sempre passa pelos seus jardins e galerias e fica curioso em saber como é lá dentro. Pois esta é a chance. Além de ver os escritórios de cada alto funcionário do lugar, temos acesso a vários documentos, belas salas, além de ficar sabendo como funcionam as instituições abrigadas ali. Vale conhecer. Se não puder ir durante o evento, há visitas o ano todo. Endereço: 8, rue Montpensier, 75001 Paris. Entrada pela Place Colette. Horários: 16 e 17 de setembro, das 9h às 18h. Metrô: Palais-Royal Musée du Louvre, linhas 1 e 7.

monumentos

4) Palais Bourbon – Outra construção imponente que a gente fica morrendo de vontade de conhecer. Quer saber como funciona a Assembleia Nacional francesa? Então, aproveite as jornadas para visitá-la. Alguns políticos, fora o pessoal de apoio que trabalha ali, ficam a postos para receber e explicar tudo ao visitante. Ou quase tudo. Endereço: 128 Rue de l’Université, 75007 Paris. Horários: 16 e 17 de setembro, das 9h30 às 17h30. Metrô: Assemblée Nationale, linha 12. Ou Invalides, linhas 8, 13 e RER C.

monumentos

5) Palais du Luxembourg – Apesar dele ser aberto para o público, não é tão fácil visitá-lo durante o ano. Mas, durante as Journées é uma das visitas mais concorridas. Chance para ver a cúpula da biblioteca pintada por Eugène Delacroix, um dos maiores pintores franceses. Chance também de saber como funciona o Senado Francês, cuja sede é ali. Para saber como é a construção por dentro e como visitá-la durante todo o ano (além das Journées), clique neste post. Endereço: 15 rue de Vaugirard – 75006 Paris. RER B: Luxembourg. Horários: das 9h30 às 17h30. Veja mais sobre a visita no post que escrevi sobre o Palais

monumentos

6) Hôtel de Matignon – É a residência oficial do Primeiro Ministro. Ou seja, mais um alto lugar de poder. Como nos outros edifícios públicos, você vai ficar sabendo como funciona o Ministério, quais as funções do Primeiro Ministro, encontrar alguns trabalhadores do lugar, além de babar nos belos salões desse palacete. Esse é um dos lugares que só é aberto para visitas durante as Journées. Endereço: 57 Rue de Varenne, 75007 Paris. Horários: 16 e 17 de setembro, das 10h às 18h. Metrô: Varenne, linha 13. Ou Rue-du-Bac, linha 12.

monumentos

Outras visitas que já fiz durante as Journées du Patrimoine e já escrevi por aqui:

1) Bibliothèque Sainte-Geneviève – Visitei uma das bibliotecas mais bonitas do mundo, aprendi como ela funciona, vi documentos raros e ainda participei de uma visita guiada à reserva, onde ficam guardados os livros, inclusive os raros. Horários durante as Journées: dia 17, das 10h às 18h. Para saber mais, veja o post sobre a biblioteca.

monumentos

2) Hôtel de Soubise – É uma das sedes dos arquivos nacionais franceses. O palacete abriga um museu sobre o assunto, mas você também pode fazer uma visita guiada aos vários armazéns do lugar, onde fica guardado um número enorme de documentos. Os mais raros dentre eles ficam expostos para os visitantes. O Hôtel de Soubise fica aberto o ano todo, assim como as bibliotecas acima mencionadas, mas durante as Journées é a chance de visitar o lugar de graça e ter visitas guiadas praticamente a cada duas horas, o final de semana todo. Horários durante as Journée: 16 e 17 de setembro, das 11h às 18h30. Os jardins, das 8h às 20h. Para saber mais sobre a visita, veja o post sobre o Hôtel de Soubise.

monumentos

3) Palais Brongniart – É a antiga sede da Bolsa de Valores francesa. Hoje o palácio acolhe diversos cursos, seminários e eventos. Durante a Jornada, vários objetos da antiga bolsa de valores são mostrados e as salas reencontram a aparência desta época, em que a tensão dos pregões marcava o lugar. Aliás, vários vídeos e explicações do pessoal recriam esta atmosfera. É bem legal! Horários durante a Journée: 16 de setembro, das 9h30 às 18h. Para mais informações, veja o post que escrevi sobre o palácio.

monumentos

4) Château de la Reine Blanche – É mais um monumento simples de Paris, com uma história curiosa. É uma dessas visitas rápidas, mas que valem a pena. Uma Paris pouco conhecida pelos turistas. Horários durante as Journées: 16 e 17 de setembro, das 13h30 às 17h30. Para saber mais, veja o post que escrevi sobre o castelo.

monumentos

Estas foram apenas algumas sugestões de visitas. Mas praticamente todos os monumentos, edifícios públicos, museus, castelos, jardins, igrejas, teatros, estações de trem, portos, etc, da França ficam abertos para o público nos dois dias do evento. Quase tudo gratuito. E as jornadas acontecem também em alguns outros países europeus, mas as datas variam segundo o país. Para saber mais sobre todas as visitas no território francês, clique aqui. Para saber sobre visitas em outros países da Europa, o link é esse.

monumentos
Bibliothèque Sainte-Geneviève

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close