Provins

Médiévales de Provins 2017 – Luzes, cores e festa

4 de julho de 2017

Junho para mim é sagrado: é o mês de ir às Médiévales de Provins. Pode fazer chuva ou sol, é uma festa que não perco por nada. E, como já é tradição aqui no blog, aqui estou para contar como foi a edição de 2017.

Médiévales de Provins

Médiévales são dois dias de festa em que Provins – uma cidade que é Patrimônio da UNESCO -, volta à sua época áurea, isto é, à Idade Média. Se você quiser saber mais sobre a cidade e as edições anteriores do evento, basta ver os posts que já publiquei sobre Provins.

Médiévales de Provins

A festa de 2017 foi a 34ª edição e teve como tema as Luzes e Cores da Idade Média (Lumières & Couleurs du Moyen Âge). Ela ocorreu no final de semana de 24 e 25 de junho. E foram dois dias muito gostosos, com sol e calor na medida certa.

Médiévales de Provins

Como em todos os anos, ao longo das muralhas da cidade, teve lugar o acampamento medieval. São diversos grupos e associações que acampam ali para mostrar ao público algumas coisas medievais. Por exemplo, tem demonstração de como se talhava pedra, como se fazia vitral, armaduras, fios de lã ou linha, tipos de caligrafia, etc.

Médiévales de Provins

Também há áreas para treinar combates medievais, arco e flecha e diversos outros ateliês que, principalmente, a criançada adora. Este ano destaque para Accrotour, uma torre medieval para os pequenos e nem tão pequenos assim escalarem. Vários brinquedos e jogos da época também animavam o pessoal.

Médiévales de Provins

Há, também, muitas demonstrações de como era a vida na Idade Média. Como as pessoas se banhavam, como comiam, como dormiam, etc. Aliás, elas realmente fazem comida ali mesmo e fica um cheiro delicioso.

Médiévales de Provins

E, como sempre, o acampamento dos leprosos, que adoram se divertir com as crianças.

Médiévales de Provins

Nas ruas ficam os comerciantes. São artesãos de várias partes do país, que comercializam produtos inspirados no período medieval. Tem roupas medievais, bonecos, cosméticos, vinho, doces, chocolates e muitas outras coisas.

Médiévales de Provins

E lugar pra comer não falta. Tanto os restaurantes da cidade entram na onda da Idade Média, como também várias barracas oferecem as mais diversas iguarias. Muitas recriando o ambiente das tavernas medievais Há uma pequena exceção nisso tudo: a presença dos refrigerantes que, claro, não são da Idade Média.

Médiévales de Provins
Um tipo de bolinho de maçã. Isso é muito bom!

Na Collégiale Saint-Quiriace – a bela igreja medieval da cidade alta -, ilustradores e escritores vendiam e autografavam obras, inspiradas, é claro, na Idade Média. E ali no altar, várias apresentações de músicas sacras medievais ou canções inspiradas no Oriente, também medieval. Vi, por exemplo, a apresentação conjunta dos grupos Vagarem e Dayazell.

Médiévales de Provins

Por falar em apresentação de grupos, pelas ruas da cidade podíamos encontrar vários deles. Eu gostei muito do grupo La Bravandrille, da região de Franche-Comté, que fez várias apresentações de dança medieval na Place du Châtel.

Médiévales de Provins

Outros grupos faziam números itinerantes nas ruas, ou seja, se apresentavam em vários lugares. Havia também peças de teatro, a maioria delas comédia.

Médiévales de Provins

Os shows fixos da cidade – La Légende des Chevaliers e Les Aigles des Remparts -, tiveram horários especiais. E todas as atrações e monumentos, como a Tour César, a Roseraie (Roseiral) de Provins e a Taverne des Oubliées, por exemplo, abriram normalmente.

Médiévales de Provins

Agora, os pontos altos da festa – Este ano de novo pude dormir na cidade e participar dos dois dias de festa. No sábado, depois do dia todo de eventos, acampamento e apresentações, é a hora do baile medieval. Este ano, ele foi animado pelo grupo La Carité de Guingamor, que foi ensinando o pessoal a dançar.

Médiévales de Provins

Depois do baile, houve três eventos principais: ao cair da noite, figuras medievais foram projetadas nas muralhas, nas portas da cidade e na Saint-Quiriace pelos Grimoires en Lumière. Ao mesmo tempo, o grupo Tanarücks fazia ali, no fosso das muralhas, o espetáculo Felmë, uma apresentação cheia de dança, música, luzes e fogo. Foi bem legal.

Médiévales de Provins

Médiévales de Provins

O terceiro evento era o show na Place du Châtel com os grupos Al Cantara e Aouta. Eu vi o espetáculo nas muralhas e, quando ele acabou, corri para a praça e consegui ver o grupo Aouta. Foi uma apresentação com muita música e também fogo. O público adorou.

Médiévales de Provins

No domingo, todas as atividades que contei acima continuam: acampamento, espetáculos de rua, teatro, etc. Aí, no meio da tarde, acontece o grande desfile medieval, que fecha os dois dias de evento. Eu já contei aqui no blog, mas vou contar de novo: qualquer pessoa, vestida como na Idade Média, pode participar do desfile. No alto falante, antes de começar o cortejo, o animador diz o local do encontro e é só ir até lá.

Médiévales de Provins

Enfim, foi mais uma festa deliciosa, na qual me diverti muito. Se você estiver em Paris em um mês de junho, não deixe de ir. E se tiver filhos, traga-os. É uma ótima ocasião para eles de participar de um evento cultural e pedagógico ao mesmo tempo em que se divertem. Se você quiser ver os vídeos que fiz dessa edição ou das edições passadas, acesse o canal Direto de Paris no Youtube.

Médiévales de Provins

Médiévales de Provins
Dias 24 e 25 de junho de 2017.
Tarifas: Um dia, 11 euros. Dois dias, 15 euros. Pessoas vestidas à caráter, um dia 5 euros. Dois dias, 6 euros. Crianças até 12 anos, gratuito.
Os shows La Légende des Chevaliers e Les Aigles des Remparts são pagos à parte, assim como as atrações e museus da cidade.

Médiévales de Provins

Como ir a Provins
De Paris, da Gare de l’Est, pegar o trem da linha P, direção de Provins. A viagem dura 1h30. Para saber mais consulte o site Transilien.

Médiévales de Provins

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (22)

  • Erik Contarini Responder    

    8 de julho de 2017 at 12:21

    Deve ser uma delícia visitar o lugar e a feira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Parabéns pela reportagem!

  • Camila Lisbôa Responder    

    8 de julho de 2017 at 23:27

    Menina, não sabia disso! Quero muito conhecer e voltar MUITOS séculos atrás. A comida, as roupas… que divertido deve ser 🙂

  • Francisco Manuel Fernandes Agostinho Responder    

    9 de julho de 2017 at 9:21

    Que lindo, olha aqui em Portugal já temos várias também, a mais conhecida e maior porventura será a de Sta Maria da Feira, dê uma olhadela ! Também gosto muito desse ambiente!

    • Renata Rocha Inforzato Responder    

      17 de julho de 2017 at 9:34

      Oi Francisco. A época medieval, ao contrário do que pensam, foi riquíssima. Eu adoro visitar as festas e cidades e aprender mais um pouco sobre o período. Vou pesquisar as de Portugal. Um abraço

  • Eliana C. Pereira Responder    

    9 de julho de 2017 at 13:48

    Esse festival deve ser super interessante!!! Desde que conheci Provins, fiquei com vontade de voltar durante ele… Acho que combina muito com o clima da cidade…

  • Klecia Responder    

    9 de julho de 2017 at 14:40

    Um sentimento: QUE MASSA! eu sou louca por historia medieval, sempre vou nas feirinhas aqui pelo Rio, mas nada se compara a isto que li por aqui! Agora virou missão de vida visitar a Médiévales de Provins 🙂

  • Paula Responder    

    10 de julho de 2017 at 10:14

    Eu realmente preciso ir conhecer Provins, ia ficar maravilhada fotografando tudo, o melhor é ver as pessoas vestidas a caráter.

  • Tina Wells Responder    

    10 de julho de 2017 at 17:30

    Que legal! Adoro festas medievais! Se Deus quiser, vou no fim de semana que vem em uma no Hampton Court, o palácio do Henrique VIII. E vc, não se vestiu a caráter?

  • MARIANA Responder    

    11 de julho de 2017 at 8:27

    Ahhhh! Por aqui na Alemanha também estão acontecendo essas feiras medievais! Estou loouca para visitar! Adoro as roupas, castelo e todos as tradições! Adorei saber que na França elas também acontecem!

    • Renata Rocha Inforzato Responder    

      17 de julho de 2017 at 9:32

      Oi Mariana, sim, na França acontece muito. Os franceses têm muito orgulho do seu passado medieval. Quando puder vá sim. Vale a pena. Bjs

  • Deisy Rodrigues Responder    

    11 de julho de 2017 at 17:35

    Essa festa me chama muito a atenção, uma verdadeira volta no tempo, como adoro história sei que iria amar,

  • Edson Amorina Jr Responder    

    12 de julho de 2017 at 13:37

    Que legal, adoramos essas festas medievais. Aqui na Alemanha também tem bastante e algumas inclusive na mesma época das feiras de natal. Vale bastante a pena ir.

  • Simone Responder    

    13 de julho de 2017 at 14:21

    Que legal essa festa! Com certeza eu ia amar visitar porque sou fascinada pelo período medieval.
    Adorei o post!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close