Sault

Hospedagem em Sault, a capital da lavanda

18 de janeiro de 2017

Em julho, fui para Sault, na Provence, um pequeno e belo vilarejo conhecido por ser a capital da lavanda. Passei quatro dias lá e foi bem legal. Mas isso foi possível porque encontrei uma hospedagem bem central e é ela o tema deste texto.

Hospedagem

Já fazia um tempo que eu queria ver as lavandas. Mas só podia viajar no final de julho e nesta época muitos campos já estão cortados, com as flores colhidas. Estava quase adiando a missão para o ano que vem, quando uma das minhas colegas de casa, que é da Provence, me fala da região de Sault e que lá a colheita acontece mais tarde.

Hospedagem

Essa informação caía bem não só porque eu poderia ver os campos de lavandas no final de julho, como também poderia realizar o desejo que tinha de ficar hospedada em um pequeno vilarejo, com a sensação de estar em outro mundo. Comecei, então, a procurar um hotel ou pousada pela região.

Hospedagem

E foi aí que encontrei o gîte PilPoil, bem no centro de Sault. Gîte é um tipo de casa para hospedagem, onde o proprietário não mora no lugar. Há vários deles espalhados pela França. Nunca havia ficado em um, pois achava que fosse mais caro. Mas aí que me enganei, ao menos nesse caso. O PilPoil era a hospedagem mais barata no lugar. E era um preço que seria baixo mesmo se ficasse em uma grande cidade, onde há mais opções de onde ficar. Imagina, então, em um pequeno vilarejo, onde a oferta de hospedagem nem é assim tão farta?

Hospedagem

O PilPoil fica bem no centro de Sault. Parece algo óbvio em se tratando de uma cidade minúscula, mas não. É que o vilarejo é no alto de uma colina e boa parte das opções de hospedagem fica lá embaixo, algumas mesmo na saída do lugar. Para quem está de carro, ok. Mas, para quem foi de transporte público, aí fica complicado, pois até para pegar o ônibus é preciso subir até o centro do vilarejo. Havia alguns hotéis com localização tão boa quanto o PilPoil, mas eram mais caros.

Hospedagem

O gîte possui cinco quartos. O menor tem capacidade para duas pessoas. O preço desse quarto menor é entre 30 e 45 euros. O mais caro deles, para três pessoas, entre 60 e 75 euros (tarifas 2016). É possível também alugar a casa toda. A proprietária, Béatrice, muito simpática, me levou para visitar os outros quartos e pude ver que são todos bem confortáveis e limpos. O café da manhã é pago a parte e custa 6 euros. Ele consiste de café, leite, chá, chocolate, sucos, croissants, pães, bolachas e por aí vai. Confesso que, por sair cedo para visitar a região a pé, acabei não tomando o café todos os dias. A cozinha, equipada e composta por uma grande mesa comunitária, também pode ser usada livremente.

Hospedagem

O PilPoil tem uma pequena biblioteca, onde podemos emprestar os livros durante nossa estadia. E tem muitas obras interessantes sobre o turismo na região. Os quartos não têm televisão, ela fica na área comum do gîte. Mas, não me fez nenhuma falta. Há um pequeno terraço e salas, que são também comunitários. A internet é grátis e super rápida. Ali também tem um espaço para guardar bicicletas. É que Sault é pertinho do Mont Ventoux, uma das montanhas mais altas da França e que atrai muitos ciclistas. A proprietária mesmo é uma apaixonada por passeios de bicicleta.

Hospedagem

Aliás, ela foi a gentileza em pessoa. Todos os dias, passávamos um bom tempo conversando. Ela me deu ótimas dicas sobre a região e até telefonou para reservar o ônibus público para o dia da minha partida, que seria em um domingo. Com sua atenção e cuidado, minha estadia ficou ainda melhor.

Hospedagem

Então, para quem quer conhecer esta linda região da Provence e procura hospedagem de qualidade e barata, fica aí minha dica. Com certeza, voltarei a Sault e ficarei de novo no PilPoil.

Hospedagem

Gîte PilPoil
Rue du Barda
84390 Sault
Telefone: +33 (0)6 80 62 53 39
E-mail: gite@pilpoil.info
Você pode ver mais informações e consultar os preços neste site

Hospedagem

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (8)

  • Priscila Silva Responder    

    19 de janeiro de 2017 at 0:38

    Dica chegou em ótima hora,quero muito ir à Provence. Obrigada pela dica. De Paris s Provence é difícil chegar de Transporte Público?

    • Renata Rocha Inforzato Responder    

      9 de julho de 2017 at 0:55

      Oi Priscila, a Provence é enorme, depende de onde você quer ir. De Paris dá para ir de trem às principais cidades. Um abraço

  • Fernanda - Blog Tá indo pra onde? Responder    

    19 de janeiro de 2017 at 16:59

    Hospedagem em conta, bem localizada e simpática é pra glorificar! hehehe Hoje em dia, cada vez mais difícil de achar infelizmente.

  • Marina Responder    

    23 de janeiro de 2017 at 21:17

    Boa tarde. Vou casar em meados de setembro e pretendo passar por paris na lua de mel, estava querendo fazer uma rota romantica com vinho mas ao mesmo tempo com clima jovial no interior da franca, que regiao me sugere? Estava pensando na regiao da alsacia, ou vale do loire ou beaune. O que acha? ALguma outra sugestao? Obrigada!

    • Renata Rocha Inforzato Responder    

      9 de julho de 2017 at 0:52

      Oi Marina, depende de quantos dias você vai ficar. De trem, as três são rápidas a partir de Paris. E aí, para se deslocar entre as cidades principais da região escolhida, você pode alugar um carro. Um abraço

  • Gabi Moniz Responder    

    26 de janeiro de 2017 at 23:41

    Lugarzinho bonitinho esse! Uma experiência diferente em com um custo baixo.
    Gostei 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close