Livros

Guia Galeria Degli Uffizi – para desvendar um dos museus mais fascinantes de Florença

27 de fevereiro de 2015

Um dos lugares que tenho mais vontade de conhecer – e espero que desse ano não passe – é Florença. Então, quando a Patricia Camargo, autora do excelente blog Turomaquia, me procurou para ler seu guia sobre a Galeria degli Uffizi, foi com o maior prazer que aceitei. E através das páginas da obra, fiz uma viagem deliciosa e vou contar para vocês por quê.

CAPA_Guia_Museu_Ufizzi_Alta

A Patrícia mora há muitos anos na Espanha, nas Ilhas Canárias. Ela é doutora em Turismo Cultural e Museus, escreve sobre arte também e meio que assumiu como missão desmistificar o assunto, ou seja, torná-lo acessível a qualquer pessoa, fazendo até mesmo aquele viajante mais avesso a museus ter vontade de entrar e conhecer um. Esse é um dos pontos em que me identifico com ela, porque é mais ou menos o que tento fazer aqui no blog. Por isso, é com prazer que indico o guia, que é extremamente didático.

A Galeria Uffizi é um dos museus de Florença, que foi um dos berços do Renascimento. Só por isso você já pode imaginar as obras-primas que tem lá dentro. Encontramos Botticelli, Rafael, Michelângelo, Da Vinci, Caravaggio e por aí vai. Dar de cara com uma obra destes mestres é uma emoção indescritível e ter um guia para nos explicar como várias dessas obras foram feitas nos aproxima ainda mais do artista. E isso é uma das experiências mais fascinantes que podemos ter.

Corredor de acesso à Uffizi. Foto: Patrícia Camargo
Corredor de acesso à Uffizi. Foto: Patrícia Camargo

Logo no começo do livro, a Pati dá alguns conselhos para tornar a sua visita a um museu um prazer e não uma obrigação. Um conselho, por exemplo, é o de visitar um por dia, o que eu também faço, mesmo sendo apaixonada por museus. Depois ela mostra, através de desenhos, a localização de cada parte do museu. Tudo isso só para abrir nosso apetite.

Depois é que a gente entra na Uffizi propriamente dita. Primeiro vem a parte do Pré-Renascimento, com Cimabue e seu aluno prodígio Giotto. Há uma obra de cada um deles bem explicada. O mais legal é que a Patrícia explica tudo com uma linguagem bem didática e coloquial: parece que ela está na nossa frente nos mostrando cada detalhe. Ela conta sobre as principais modificações trazidas para a arte neste período. Por exemplo: você sabia por que antes do Renascimento o fundo das obras geralmente era dourado? Não? Então, leia o guia que você vai saber.

 Visao da Ponte Vecchio a partir da Uffizi. Foto: Patrícia Camargo
Visao da Ponte Vecchio a partir da Uffizi. Foto: Patrícia Camargo

Logo depois, a autora mostra o Primeiro Renascimento, formado por artistas como Paolo Uccello e Piero della Francesca. O esquema é o mesmo: ela explica uma obra de cada um desses pintores, dando atenção a detalhes curiosos, que nos fazem entender a evolução do movimento. E as obras são escolhidas seguindo um percurso lógico de visita ao museu. Ou seja, o guia avança conforme sua visita também avança.

E Patrícia continua nos apresentando os mestres: Filippino Lippi, que foi o mentor da estrela maior da Uffizi: Sandro Botticelli. Do pintor florentino, cerca de dez obras nos são desvendadas, inclusive pinturas famosas como o “O Nascimento de Vênus”, de 1484. E, como se não bastasse, logo em seguida, ela nos mostra Leonardo Da Vinci, Michelângelo e Rafael, o trio mais conhecido do Renascimento, aqui já na terceira geração.

Sandro Botticelli - O Nascimento de Vênus, 1484. Foto: Patrícia Camargo
Sandro Botticelli – O Nascimento de Vênus, 1484. Foto: Patrícia Camargo

Para terminar a visita, é a vez do Barroco, com Caravaggio e seus seguidores. Você vai ver como a luz e a sombra são usadas para dar dramaticidade às obras. Depois das explicações, você vai passar a reconhecer uma obra do período em qualquer museu que visitar. E dentre os Caravaggistas – como são chamados os artistas que se inspiram no mestre – o guia mostra uma obra de Artemisia Gentileschi, uma mulher à frente do seu tempo, que conseguiu manter um ateliê e viver da sua arte (já falei dela aqui). Enfim, para fechar a visita com chave de ouro.

Mas o passeio não termina aqui. Depois de alimentar a alma com arte é a vez de forrar o estômago. Para isso, a Patrícia chamou uma especialista: a Deyse Ribeiro é autora de outro blog excelente, o Passeios na Toscana, e é também guia de turismo autorizada na região. Na mesma linguagem coloquial e gostosa do restante do livro, a mineira nos dá várias sugestões de cafés e restaurantes. Dá vontade de provar todos.

Foto: Patrícia Camargo
Foto: Patrícia Camargo

Enfim, um guia, em formato e-book ou para impressão, para ler antes, durante e depois da sua viagem à Florença. E posso assegurar que as informações contidas ali são as melhores, pois conheço a Patrícia e sei da seriedade do trabalho dela. Recomendo de olhos fechados, aliás, depois dele você não vai ver a Uffizi e nem Florença da mesma maneira.

Guia Galeria Degli Uffizi – Turomaquia
Autor: Patrícia Camargo
Número de página: 40
Preço: 5,90€
Série: Viajando na Arte
Para saber mais ou comprar, clique aqui (formato e-book) ou aqui (formato impressão).

A Patrícia. Foto: Patrícia Camargo
A Patrícia. Foto: Patrícia Camargo

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (8)

  • Karla Gê Responder    

    28 de fevereiro de 2015 at 1:00

    Renatinha,
    Vc vai amar a Uffizi!!! Eu fui há 5 anos e já era um escândalo de linda, agora que algumas de suas salas foram restauradas deve estar mais esplendorosa ainda!
    Eu fiquei quase 30 minutos na sala onde estavam “A vênus” e “A primavera” de Botticelli. Não me cansava de olhar! E o melhor é que agora pode tirar foto!!!!!
    Fiquei super interessada nesse guia da Patrícia, que já conheço do Turo e que é feríssima! Vou comprar o e-book, com certeza!
    Parabéns por acreditar e divulgar o trabalho dos amigos blogueiros. Realmente os guias da Patrícia valem a pena (tenho guia de Curitiba)!
    beijos

    • Renata Inforzato Responder    

      1 de março de 2015 at 12:30

      Oi Karlinha, eu não vejo a hora de ir, é um sonho antigo. E os guias da Patricia são muito bons, ela faz um trabalho super sério. Um beijão

  • Karene Rodrigues Responder    

    1 de março de 2015 at 3:40

    Amei quando fui conhecer!
    Fui o ano passado, e não me arrependi. É sensacional, e uma visita inesquecível.
    Bj

  • Deyse Ribeiro Responder    

    1 de março de 2015 at 22:37

    Obrigada Renata por me citar. Adorei participar do guia da Patricia. Um beijo!

  • Milena - Viver Plenamente Paris Responder    

    1 de abril de 2015 at 20:19

    Você tem que ir mesmo, vai adorar!!! As obras ali presentes são muito importantes no mundo da arte, e o museu ainda por cima é muito lindo!
    Ela deve ter comentado no guia, é melhor reservar antes (pela internet), pois a fila é quilomêtrica jah cedo pela manha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close