Bièvres

Fui ver o Brasil em Bièvres

12 de junho de 2013

No final de semana do dia 1 de junho fui a um evento do qual gostei muito: A 50ª Foire Internationale de la Photo (Feira Internacional de Fotografia). Ela foi criada em 1964 pelo Photoclub de Paris Val-de-Bièvre e atrai cada ano mais de 15 mil visitantes, sendo o maior evento da França dedicado à fotografia.

Bièvres Feira

Mas onde ela acontece? Em Bièvres, uma cidade da região da Île-de-France, situada no departamento de Essonne, a 32 quilômetros de Paris. O lugar é uma graça, bem calmo. Tem algumas atrações, como o museu da fotografia, mas que não tive tempo de ver. Para quem vem do Brasil e gosta de cidades pequenas com arquiteturas antigas, vir passar um pedaço da tarde em Bièvres pode ser um bom programa.

A Igreja Saint Martin, do século XIV
A Igreja Saint Martin, do século XIV

Na verdade, não vi as atrações da cidade porque o motivo da minha visita era a feira, e tinha bastante coisa para ver. Ela se estende no sábado e domingo, mas fui somente no primeiro dia.

O "Mercado das Pulgas" da fotografia
O “Mercado das Pulgas” da fotografia

A primeira atração estava na praça principal da cidade. Era uma espécie de mercado das pulgas da fotografia. Tinha de tudo mesmo, desde máquinas muito antigas até filmes fotográficos, passando por acessórios, fotos de diversas épocas e até livros.

Máquinas fotográficas antigas

Máquinas fotográficas bem antigas

Era mais de 300 expositores e os preços os mais variados possíveis. Tinha, inclusive, duas agências de turismo que ofereciam roteiros acompanhados de curso de fotografia.

Expositores Feira da Fotografia em Bièvres

Expositor na Feira da Fotografia em Bièvres

Outra atração da Foire são as exposições. Algumas, além da fotografia em si, abordam o país convidado, que nesse ano – como o título do post diz – foi o Brasil.

O comércio da cidade estava todo enfeitado coma bandeira do Brasil
O comércio da cidade estava todo enfeitado coma bandeira do Brasil

Havia três exposições sobre nosso país: A primeira era Ceux de la-bàs, um projeto-documentário de Gilles Favier, que traça a rotas dos escravos de Benin ao Brasil.

Foto de  © Gilles Favier - Agence Vu'
Foto de © Gilles Favier – Agence Vu’

A segunda era O Jeitinho Brasileiro, de Georgi Lazarevski, com fotos do povo carioca.

Foto de  © Georgi Lazarevski
Foto de © Georgi Lazarevski

E a terceira era Omame, de Marcelo Buainain, com obras de suas andanças pelo Brasil. Marcelo, que é brasileiro, foi o ganhador do Prêmio União Latina Martin Chambi, em 2012.

Foto de  © Marcelo Buainain Vu' Distribution
Foto de © Marcelo Buainain Vu’ Distribution

Também havia duas outras exposições: Flore en son Palais (Flore em seu palácio), com fotografias do Petit Palais (que ela fotografou para a prefeitura de Paris), além de uma retrospectiva da Foire de la Photo, instalada ao ar livre, em frente à prefeitura.

Exposição de fotos que conta a história da Feira
Exposição de fotos que conta a história da Feira

Uma das exposições, a Omame, aconteceu no Moulin Vauboyen, um lindo moinho do século XIX que foi transformado em centro cultural. Para a Foire, ali foi instalado também um espaço para ateliês, como o de capoeira, de percussão e de maquiagem. Neste último, as crianças – e os adultos também – poderiam ser maquiadas em verde e amarelo. Uma outra exposição no Moulin tinha fotos inspiradas nos pintores De la Tour, Caravaggio e Vermeer. O moinho é uma graça, e por si só já compensa a visita.

O Moulin Vauboyen, construção do século XIX
O Moulin Vauboyen, construção do século XIX
A área verde do Moulin Vauboyen
A área verde do Moulin Vauboyen

Nos dois dias da Feira, há vários encontros, palestras e debates com profissionais da fotografia, incluindo apresentações de portfólios. É uma boa chance para quem quer entrar no universo da foto e também para os profissionais fazer contatos.

Fotos na Feira da Fotografia, em Bièvres

Tanto no sábado quanto no domingo há também shows com ritmos do país convidado. No sábado, era principalmente samba. Vai até tarde, mas como tinha que voltar logo, só vi dois grupos: o Mistura Fina e a Roda de Cavaco. Quem me conhece sabe que não sou muito de samba, mas foi legal ver o pessoal tocando e até me deu uma dorzinha no coração de saudade.

Grupo Mistura Fina
Grupo Mistura Fina

Enfim, foi um dia muito legal e eu gostaria mesmo de ter voltado no domingo. É que além das atrações do sábado, ainda tem uma feira onde os fotógrafos expõem e vendem suas fotos, um prêmio para o melhor dentre eles, além de um leilão de fotos antigas e equipamentos, todos datados do período entre 1850 a 1950. Já prometi a mim mesma ir aos dois dias na próxima edição.

Roda do Cavaco
Roda do Cavaco

E se você estiver em Paris em junho do próximo ano e quiser ver um programa diferente, vale a pena mesmo conhecer a Foire. Em 2014, ela vai acontecer nos dias 7 e 8/06. Já anote na agenda.

Barraca de café e chá
Barraca de café e chá

Para ir a Bièvres a partir de Paris
De carro: pela N118
De trem: pegar o RER C, direção Versailles Chantiers, e descer em Bièvres.

* Reserve hotel para Paris e outras cidades do mundo com o Booking
* Compre seu seguro de viagem com a Real ou com a Mondial
* Para fazer passeios e excursões, contate a ParisCityVision
* Para transfer e passeios privados, contate a França entre Amigos
* Compre ingressos fura-fila para várias atrações de Paris e outras cidades com a Ticketbar
* Alugue um carro com a Rentalcars
* Saiba mais sobre Cursos de idiomas no exterior

Renata Rocha Inforzato

Sou de São Paulo, e moro em Paris desde 2010. Sou jornalista, formada pela Cásper Líbero. Aqui na França, me formei em História da Arte e Arqueologia na Université Paris X. Trabalho em todas essas áreas e também faço tradução, mas meu projeto mais importante é o Direto de Paris. Amo viajar, escrever, conhecer pessoas e ouvir histórias. Ah, e também sou louca por livros e animais.

Comentários (8)

  • Gislaine Responder    

    12 de junho de 2013 at 20:45

    Adorei saber, já anotei a dica!!!

  • Elaine Braga Responder    

    18 de junho de 2013 at 0:18

    Incrível para nós, amantes da fotografia!

  • Eme Oliver Responder    

    25 de junho de 2013 at 21:01

    Como sempre foi um prazer ler seu texto e apreciar suas fotos, além de me enriquecer com suas importantes informações. Continue assim. Bjs

    • Renata Inforzato Responder    

      26 de junho de 2013 at 9:03

      Oi Eme, obrigadão pela visita, pelo apoio que você me dá… São essas coisas que dão cada vez mais ânimo para continuar. Um beijão

  • sandra matos Responder    

    5 de agosto de 2013 at 22:14

    Muito legal e obrigado pelas dicas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Direto de Paris usa cookies para funcionar melhor. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close